Cadastre-se grátis!
Receba informativos diários do MN1 no seu E-mail!

X

  • Google+
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Skype
  • Whatsapp
Restaurante Donna Júlia
Eudes Fonseca
Paulinelly Construções
Comercial Rocha
Eliano Peliculas
Disk Pizzas DMamma
Esporte Net do MN1

Notícias
MN1

MN1 Notícias - Alertas, Celebridades, Ciência, Cinema, Curiosidades, Dicas, Entretenimento, Espaço, Esportes, Games, Internet, Moda, Pesquisas, Polêmicas, Religião, Saúde, Segurança na WEB, Tecnologia, Vídeos da WEB e Muito Mais!

Notícias
+ Lidas

06/02/2017 às 16h32

Número de assassinatos no Espírito Santo chega a 58

Do: Correio Braziliense / Diário de Pernambuco

Visto por 481 pessoa(s).

Misael Lima Postado Por:
Misael Lima
www.facebook.com/MisaelLima02

Foram registrados muitos arrombamentos, saques, roubos de carros e residências. Foto: Reprodução

Foram registrados muitos arrombamentos, saques, roubos de carros e residências. Foto: Reprodução

Em meio a uma paralisação da PM, 58 homicídios foram registrados entre a madrugada de sábado e a manhã desta segunda-feira na Grande Vitória.

A explosão de violência que toma conta de Vitória e cidades da área metropolitana provocou 58 mortes desde a madrugada de sábado, segundo números do Sindicato dos Policiais Civil dos Espírito Santo (Sindipol). Somente no fim de semana, foram 24 homicídios. Outros 34, nesta segunda-feira.

"Somente na Grande Vitória nós registramos 54 mortos desde o sábado até a tarde desta segunda-feira. São homicídios de todos os tipos, entre criminosos, contra a vida da população e assaltos que resultam em homicídios", afirmou ao Correio Jorge Emílio, presidente do Sindipol.

Cenas de horror tomam as ruas
Desde a paralisação, encabeçada por familiares dos PMs, que, por lei, não podem fazer greve, moradores registram pelas redes sociais casos de arrastões, assaltos e homicídio nas ruas da capital do estado. A violência também atinge cidades menores e situadas no interior.

A Justiça entendeu que o movimento iniciado pelos parentes dos policiais é ilegal e determinou a liberação da entrada das unidades da polícia. No entanto, os militares continuam aquartelados. O governador em exercício, César Colnago afirmou que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Alexandre Moraes, autorizou o envio de tropas das Forças Armadas e homens da Força Nacional para Vitória. 

voltar

  • Google+
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Skype
  • Whatsapp
Ir para o topo