Cadastre-se grátis!
Receba informativos diários do MN1 no seu E-mail!

X

  • Google+
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Skype
  • Whatsapp
Restaurante Donna Júlia
Eudes Fonseca
Comercial Rocha
Eliano Peliculas
Disk Pizzas DMamma
Esporte Net do MN1

Notícias
MN1

MN1 Notícias - Alertas, Celebridades, Ciência, Cinema, Curiosidades, Dicas, Entretenimento, Espaço, Esportes, Games, Internet, Moda, Pesquisas, Polêmicas, Religião, Saúde, Segurança na WEB, Tecnologia, Vídeos da WEB e Muito Mais!

Notícias
+ Lidas

09/02/2017 às 15h48

“Isso chama-se invasão de privacidade”, diz Bolsonaro sobre conversa vazada

Do: Blog do Jamildo

Visto por 357 pessoa(s).

Misael Lima Postado Por:
Misael Lima
www.facebook.com/MisaelLima02

Foto: Lula Marques/reprodução do Facebook

Foto: Lula Marques/reprodução do Facebook

Após o vazamento de uma conversa flagrada pelo fotógrafo da Agência PT entre o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e o filho Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), os parlamentares gravaram um vídeo falando sobre o caso. “Isso chama-se invasão de privacidade”, reclamou o pai no vídeo publicado na conta de Eduardo no Youtube.
“Se a imprensa te descobrir ai, e o que está fazendo, vão comer seu figado e o meu. Retorne imediatamente”, diz Bolsonaro ao filho Eduardo na conversa fotografada. “Quer me dar esporro tudo bem. Vacilo foi meu. Achei que a eleição só fosse semana que vem. Me comparar com o merda do seu filho , calma lá”, responde. O diálogo foi durante a eleição do presidente da Câmara, no último dia 2, em que Jair Bolsonaro se candidatou, mas recebeu apenas quatro votos.

Mais cedo, ao Blog de Jamildo, o gabinete de Jair Bolsonaro havia se queixado que aquela era uma “conversa particular de família”. O gabinete de Eduardo Bolsonaro confirmou que ele não estava na Câmara no dia da votação para a presidência e a Mesa Diretora. A assessoria jurídica do parlamentar estuda entrar com um processo contra o fotógrafo.

No vídeo, pai explica que deu um “sermão” no filho porque ele faltou a votação por estar na Austrália. “Foi um vacilo meu, um erro meu, me confundi. O voto nao foi decisivo na eleição na Câmara. Vou ter o meu salário descontado justamente”, diz Eduardo Bolsonaro.

Assista ao vídeo:

voltar

  • Google+
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Skype
  • Whatsapp
Ir para o topo