Cadastre-se grátis!
Receba informativos diários do MN1 no seu E-mail!

X

  • Google+
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Skype
  • Whatsapp
Restaurante Donna Júlia
Eudes Fonseca
Paulinelly Construções
Comercial Rocha
Eliano Peliculas

Notícias
MN1

MN1 Notícias - Alertas, Celebridades, Ciência, Cinema, Curiosidades, Dicas, Entretenimento, Espaço, Esportes, Games, Internet, Moda, Pesquisas, Polêmicas, Religião, Saúde, Segurança na WEB, Tecnologia, Vídeos da WEB e Muito Mais!

Notícias
+ Lidas

13/07/2017 às 16h02

JPE reduz em R$ 120 mil indenização de Danilo Gentili por ofensas a doadora de leite

Do: G1

Visto por 151 pessoa(s).

Misael Lima Postado Por:
Misael Lima
www.facebook.com/misaellimamn1

JPE reduz em R$ 120 mil indenização de Danilo Gentili por ofensas a doadora de leite

JPE reduz em R$ 120 mil indenização de Danilo Gentili por ofensas a doadora de leite

Humorista chamou pernambucana de 'vaca' e a comparou a ator pornô. Valor diminuiu de R$ 200 mil para R$ 80 mil após recurso de acusados.


O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decidiu reduzir de R$ 200 mil para R$ 80 mil o valor da indenização por danos morais que o apresentador Danilo Gentilli, o comediante Marcelo Mansfield e a TV Bandeirantes devem pagar à técnica em enfermagem Michele Maximino, conhecida por já ter doado mais de 400 litros de leite materno. Alvo de ofensas constantes desde ter sido alvo de piadas no programa de TV 'Agora é Tarde', a pernambucana contou, em 2016, que mesmo três anos após o caso, recebia mensagens, fotos e ligações obscenas nas redes sociais.

A decisão saiu na quarta-feira (12) e foi motivada por uma ação impetrada depois da veiculação de piadas no programa “Agora é Tarde” em outubro de 2013, quando Danilo chamou a pernambucana de "vaca" e a comparou com o ator pornográfico Kid Bengala. No dia 13 de abril de 2016, a juíza Regina Célia de Albuquerque Maranhão, da 2ª Vara Cível de Olinda, que julgou o pedido procedente, em parte, determinando R$ 200 mil como condenação aos humoristas e à emissora de TV.

Após recurso impetrado pelos acusados, o TJPE decidiu diminuir o valor da indenização em R$ 120 mil. Segundo o marido de Michele, o professor Ederval Trajano, ainda em julho o casal deve recorrer ao Supremo Tribunal de Justiça, última instância da Justiça.

"A decisão foi equivocada. Se a justiça tem caráter educativo, como evitar que o Danilo volte a atacar outra pessoa com uma indenização tão pequena? Os réus são Rede Bandeirantes, Danilo Gentili e Marcelo Maesfield, R$ 80 mil dividido para os três é pouco mais de 26 mil, ferindo o princípio da razoabilidade do direito. Vamos recorrer ao STJ. Os advogados vão formular a apelação e vamos dar entrada ainda esse mês", disse Ederval.

Segundo Ederval, a filha menor do casal, Mariana, nasceu prematura, aos 7 meses, e tinha previsão de passar 50 dias na UTI Neonatal. "Ela só passou 19 dias, devido à abundância do colostro, que é um leite muito rico em nutrientes e imunológico. A partir daí fizemos um pacto para doar a qualquer custo como uma forma de agradecer a Deus pela vida de nossa filha. Por isso que até hoje defendemos a amamentação e o aleitamento materno", disse. O G1 tenta contato com os acusados.

Doações


Última doação de Michele foi feita ao Hospital Agamenon Magalhães, no Recife (Foto: Ederval Trajano / Acervo Pessoal)
Última doação de Michele foi feita ao Hospital Agamenon Magalhães, no Recife (Foto: Ederval Trajano / Acervo Pessoal)

Em fevereiro de 2014, Michele Maximino informou que ia se candidatar ao Guinness Book, para ser reconhecida como a maior doadora de leite materno do mundo. Atualmente, o título pertence à norte-americana Karen Merheb que, segundo o Livro dos Recordes, doou 421,2 litros a um banco de leite no Texas (EUA). A pernambucana alcançou a marca de 425,3 litros no fim de fevereiro, ao fazer uma doação de 5,48 litros ao Hospital Agamenon Magalhães, no Recife.

Michele Maximino decidiu ajudar bancos de leite do estado após o nascimento da filha. Além do Agamenon Magalhães, ela enviou o alimento para as maternidades Bandeira Filho, também na capital pernambucana, e Jesus Nazareno, no Agreste, que recebeu a maior quantidade: 387 litros.

Ainda em 2014, o casal e seus filhos deixaram o município de Quipapá, na Zona da Mata de Pernambuco, e se mudaram para o Grande Recife. Segundo eles, o motivo foi o fato de Michele ter virado "chacota" na cidade por causa da piada feita por Gentili. Michele afirmou que passou dias sem conseguir dormir, devido à maneira com que estava sendo tratada na rua, o que prejudicou a sua saúde e o volume das doações de leite.

voltar

  • Google+
  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Skype
  • Whatsapp
Ir para o topo